Arquivo da categoria: Gestão em TI

Procuram-se Líderes para a T.I. nos dias de hoje…

liderar

Após um bom tempo sem postar, resolvi voltar dessa vez para abordar uma questão envolvendo diferentes pontos de vista e bem polêmica nos dias de hoje.

Decidi sair um pouco do foco relacionado a questão técnica para tratar de um assunto capcioso com o seguinte tema “Procuram-se Líderes para a TI nos dias de hoje…” parece batido o assunto, clichê ou coisa da moda para os dias de hoje, mas na verdade é muito comum no mercado de trabalho.

Afinal, você sabe o por que existe carência de bons líderes na área de T.I. nos dias de hoje?

Cada vez mais nos dias atuais o que estamos acostumados a ver são Gerentes, Coordenadores e Supervisores que ocupam muito mais uma posição cômoda de Chefe por oficio do que Líder quando na verdade o momento mudou e pede uma interação e suporte maior dos gestores com suas equipes afim de agregar maior qualidade na prestação do serviço e melhor ambiente de trabalho a todos os envolvidos.

Há basicamente duas vertentes que podem trazer uma proximidade para a resposta dessa pergunta, há realmente uma carência muito grande de bons líderes não só na área de TI, mais também em outras áreas porém essa carência é bem aguda na área de TI.

Geralmente as pessoas que assumem cargos gerenciais ou de liderança em TI não estão completamente preparadas para isso, estão em fase de desenvolvimento exemplo:

CENÁRIO 1

1º José passa 80% ou seja boa parte do seu tempo desenvolvendo atividades técnicas ou seja lidando mais com problemas técnicos do que desenvolvendo aptidões de aspectos interpessoais ligado a pessoas.
Exceto alguns casos em que uns desenvolvem esse aspecto muito mais rápido do que os outros, essa é uma situação normal, corriqueira todos temos um período de aprendizado e desenvolvimento como já dizia o grande filósofo grego Aristóteles “É fazendo que se aprende a fazer aquilo que se deve aprender a fazer” ou ainda “O prazer aperfeiçoa a atividade” não há como se desenvolver algo a nível satisfatório sem praticar isso é traduzido em experiência.

CENÁRIO 2

2º João foi escolhido para ocupar uma posição de liderança ou chefia ele não conhece nada de TI, porém aparentemente é uma pessoa que tem uma certa experiência com aspectos interpessoais, no entanto ele não tem o alicerce não subiu as escadas de aprendizado desde o nível mais baixo de Analista de suporte, Administrador de redes, e Coordenador de TI e Gerente de Projetos, quando um profissional se encontra nessa posição a escolha certa é delegar, um bom gestor é aquele que delega as atividades em que não é a pessoa mais indicada para exercer é buscar aliança reconhecer na equipe alguém que tem melhor aptidão para desenvolve-la e delegar fornecendo apoio para faze-la.

O problema nessa segunda situação é quando João é auto-suficiente mesmo sabendo dessa sua carência ligada a área que está gerenciando e decide tomar decisões delicadas e críticas por conta própria sem consultar sua equipe e o resultado já sabemos.

Independente de você estar classificado nessas duas situações a pergunta é o quanto você está disposto a melhorar e crescer e ser melhor profissional do que é hoje no presente você faz por merecer desenvolve os dois aspectos? está procurando ou fazendo por onde melhorar suas aptidões? tem humildade para aprender?

O que trataremos abaixo é relacionado ao ego das pessoas, e o orgulho delas que entendem que o que sabem e praticam já é o suficiente, e não estão dispostas a mudar melhorar e aprender diariamente ou seja não evoluem estão presos em aspectos de chefia de estilos autocráticos e medievais preferem oprimir do que liderar e conduzir a equipe.

Você se considera um Líder ou chefe?

Hoje em dia os chefes lamentavelmente não são lideres, ocupam essa condição basicamente pelos seguintes aspectos:

– A Linha dos acomodados (Deixa a vida me levar ou vai corinthians) – Não interagem de forma alguma com a equipe estão sempre dispersos, seja lá no Itunes da vida com seus fones de ouvido, ou nas páginas de esporte do Terra ou da UOL acompanhando de minuto a minuto a tabela de pontos do campeonato brasileiro, não tem interesse em melhorar o ambiente de trabalho enfim há falta de interesse pararam simplesmente no tempo, não se atualizam para serem melhores a cada dia, diferente de outros Gestores funcionais de outras áreas.
images

– A Linha do auto-suficiente – Se acham na condição de intocáveis e soberanos em suas organizações e respectivas funções permanecem na conveniência não participam e nem se interessam pelos detalhes que ocorrem no dia-a-dia da operação de sua equipe . Acham que tudo isso é perca de tempo já que a condição de chefe na cabeça deles já é o suficiente para cumprir o que julga necessário afim de cumprir seus objetivos e pensam que nada nem ninguém oferece perigo a eles.
001

– A Linha dos Chefes Saboneteiros – Estes geralmente não possuem os chamados “Soft Skills” e transferem indiretamente essa responsabilidade de ser líder para outra pessoa, mesmo que ela não possua título apropriado para tal e nem poder na organização seja por exemplo um (Especialista Técnico), na maioria das vezes evitam se envolver com diversos aspectos de discussão, principalmente com seus pares (Gerentes Funcionais) da mesma ou de outras áreas se omitem de decisões críticas e importantes que devem ser tomadas por eles mesmos.

Na dúvida a culpa sempre vai ser sua…

Não possuem capacidade comunicativa, qualidades interpessoais, vontade de aprender estão sempre motivados a levar vantagem de modo sujo e antiético.

E só estão em suas funções por conta de que na época de suas promoções a empresa não tinha escolha, eles não fazem por mérito próprio, pois não são competentes para tal, não usam de métodos limpos são sujos e não conhecem a ética profissional

003

 

Liderar não é impor, liderar é despertar nos outros a vontade de fazer.

 

Os verdadeiros líderes são os que engajam o trabalho e motivam sua equipe, estão sempre prontos a ouvir e estabelecer comunicação, são humildes em reconhecer quando se está errado, sempre fornecem feedback aos membros da equipe não só feedback negativos mais principalmente os positivos (quando negativos mostram caminhos e opções de como agir e melhorar, críticas exclusivamente autodestrutivas não são bem vindas), são justos em suas decisões e usam de bom senso tem princípios e coerência em suas decisões e não se corrompem ou se fazem de desentendidos ou se ausentam de expor suas idéias e convicções do que pensam, tem acima de tudo caráter e princípios que não podem ser quebrados.

Não mostram somente com palavras em discursos intermináveis, ou pura demagogia mais sim com exemplos práticos no dia-a-dia.
Mostram realmente que são capazes para exercer aquilo que lhe foi confiado.

Ser líder … É ganhar a confiança e respeito da equipe por aquilo que se é representa e o que se faz, quando se tem pouco para faze-lo.
É ser referência e espelho para outras pessoas, isso não pode ser adquirido de outra forma impondo medo ou impondo um estilo coercitivo 100% das vezes isso tem um efeito temporário e retrógrado além de desmotivador.

Muitos chefes autocráticos perdem o respeito e confiança da equipe por suas atitudes se tornando uma situação irreversível isso pode ser facilmente detectado nas equipes, o que chamamos de “perder a equipe”.

 

Fiquem a vontade para comentar a respeito!

Abraços
Aldo Alves
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

Anúncios

A regra dos 5% em tudo que realizamos em nossa vida.

Gostaria primeiramente de agradecer a todas as visitas e comentários e todos os feedbacks, críticas enviadas por e-mail.

Como um presente a todos vocês eu gostaria de postar um vídeo da “regra dos 5%”, por Max Gehringuer.

Uma grande lição não só no aspecto profissional e também com relação ao aspecto pessoal.

Abraços a todos,

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

Monitorando todos os ativos de sua Rede com menos custos e menos complicação !

Bom pessoal,
Todo sonho de um verdadeiro gerente de TI é ter seu departamento atuando cada dia de forma mais pró ativa do que passiva na Administração de seu ambiente de Infraestrutura.

NOC-fiji

Muitos Administradores de Rede ou especialistas de TI são comparados a verdadeiros bombeiros.

São tantos os problemas e demandas do ambiente que não se tem tempo para se dedicar em algo que acabe melhorando definitivamente a qualidade dos serviços prestados pela TI , não se tem tempo ou skill suficiente para implementação de projetos ou melhorias contínuas.

Na maioria dos casos sempre acaba-se fazendo remendos as chamadas , soluções de contorno ou workarounds ou até gambiarras para os mais realistas, meu objetivo não é entrar nesse ponto até por que aprendemos no ITIL e outras metodologias da ISO que as vezes acaba se tornando inviável quase impossível em certos ambientes aplicar a solução na causa raiz, seja lá por custo ou tempo ou outros motivos, e o recomendado é a implementação de controles para mitigar esses problemas a nível satisfatório.

Esse é um assunto extenso a verdade que a melhora só vem com muita dedicação, trabalho, prática e tempo e alguns investimentos.

Pois bem uma solução de Monitoramento é um destes itens ou melhor “controles” que pode ser implementado para melhora dos serviços de TI , uma TI que mapeia e monitora seus ativos é uma TI diferenciada muitas vezes é possível agir pró ativamente evitando incidentes em dias inconvenientes como por exemplo um dia típico de fechamento/faturamento de vendas.

Na verdade a TI age como prestadora de serviços e os clientes são os colaboradores, imagine coloque-se na situação de um cliente o normal é que os colaboradores acabem registrando incidentes e se você puder prevê-los e agir antes de uma parada total de forma pró ativa antes do fato acontecer? Pois bem esse é o objetivo assim a TI terá maior reconhecimento dentro da corporação saíra do seu status atual de TI totalmente passiva que está preucupado e está implementando contoles para se tornar uma TI dinâmica.

Monitoramento em geral é mais reativo, porque na maioria das vezes ele identifica uma falha e não previne a falha porém existe a possibilidade de controles específicos e scripts que tornem uma TI bem ativa este é um caminho bem longo, porém necessário ser iniciado para ser alcançar melhores resultados.

Nosso objetivo aqui é tratar de controles.

Um dos grandes empecilhos para implementação destes controles mesmo que reativos é o custo.

Vamos falar hoje do FAN – Fully Automated Nagios uma distribuição free baseada no Cent OS muito fácil de ser instalada.

Esta é uma ferramenta que pode justificar a compra daquela TV de Led ou LCD de 40 e todas polegadas =) e pode mostrar que a TI está cada vez mais se preocupando com manter a disponibilidade e contole do ambiente, você pode instalar um navegador Firefox ou Chrome e baixar um plugin para troca de abas após alguns segundos como um verdadeiro NOC.

O FAN inclui o seguinte:

Nagios : aplicação de monitoramento central;
Nagios plug-ins: Plug-ins para monitorar equipamentos diferentes;
Centreon : interface Web para o Nagios (Centreon é um dos melhores para esta finalidade!);
NagVis : mapeamento avançado (geográfica, funcional, por serviços );
NDOUtils: armazena os dados do Nagios em um banco de dados MySQL;
NRPE: torna possível monitorar os servidores Windows (o daemon NRPE não é fornecido);

A ISO pode ser baixada aqui nesse site oficial
http://www.fullyautomatednagios.org/

Vamos mostrar a instalação desse na Parte 2 deste artigo passo a passo.
Instalando o FUN (Fully Automated Nagios) passo a passo.
Abraço

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

A diferença entre ser chefe e ser líder !

Você sabe a diferença entre ser Chefe e ser líder?

“ Chefiar é fazer com que as pessoas façam algo. “
” Liderar é fazer com que as pessoas queiram fazer algo. “

Meu amigo Kelsen Lima do “Planning IT Technology” postou um artigo muito interessante definindo  as diferenças entre ser chefe e ser líder.

Muito bom vale a pena a leitura!

Veja mais em:

http://planningit.wordpress.com/2012/05/09/diferencas-entre-chefe-e-lider/

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

Você quer ser promovido a gerente/gestor, aja como um desde já!

São várias as atribuições que um gerente ou gestor deve possuir, não existe uma fórmula exata para se tornar um gerente ou gestor da “noite para o dia”.

Pode acreditar não existem cursos ou coisas do gênero que ti deixem exatamente pronto, o que existe é uma preparação para tal dia após dia, a experiência é um ponto crucial.

Outro ponto e caracterítistica marcante desses líderes está relacionado a condução e tratativa dos problemas.

Procure  estar sempre atualizado, afinal um bom  líder conquista admiração e respeito dos seus subordinados quando prova na prática que tem experiência e conhecimento de causa, e sabe do que está falando.

Uma dica , que uso a todo momento é sempre procurar prestar atenção na desenvoltura  dos líderes que mais  admiro no cumprimento desta função você acaba sempre absorvendo por menor que seja alguma lição, acredite isso não tem preço!

Antes da ação se prepare para tal  esteja presente no dia a dia colha evidências .
Se for necessário coloque a mão na massa, defina prioridades e delegue funções afinal você não pode fazer tudo sozinho !

Encontrei 2 artigos muito interessantes breve e que trata de maneira resumida o assunto.
Segue os links abaixo abordando o tema.

Ser quer ser promovido a gerente, aja como um desde já

Você pode liderar sem tem o cargo

Fonte: http://vocesa.abril.com.br

Boa sorte !

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

As diferentes visões das pessoas a uma determinada situação.

Esse vídeo mostra a diferença de profissionais que encontramos no mercado de trabalho .
Em muitas empresas é comum encontrar esse tipo de situação apresentada no vídeo.
Mostra as diferentes visões das pessoas a uma determinada situação.

O que eu quero trazer aqui é uma pequena reflexão.
Serve para nós refletirmos a respeito do chamado ” C H A “, isto é (C)onhecimento, (H)abilidades, (A)titudes.
Fazer a diferença é sair do lugar comum, é fazer diferente, é dar o melhor de nós; quando não queremos ou podemos fazer a diferença, quando nos sentimos desmotivados, quando existe a postura do “tanto faz”, quando nos sentimos vítimas.

Faça a diferença dê o melhor de si.

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

Quer dar um UP em seu Currículo ???

Meu grande amigo Atilla Arruda publicou um artigo muito interessante.
Ele apresenta 5 dicas para a elaboração de um currículo para profissionais da área de TI.

E até se prontifica a tentar ajudar a melhorar o seu currículo deixando um e-mail para envio aonde ele poderá fornecer um feedback a respeito.

Eu já participei de alguns processos seletivos aonde entrevistei  profissionais para área de Segurança da Informação e de Infraestrutura e não lembro de ter visto um currículo tão bem estruturado , claro e objetivo como o dele, tanto é que montei o meu com base no dele, o cara é fera ele tem propriedade para falar a respeito realmente vale a pena!

Segue o Link abaixo do post dele.

Currículo em TI?! Você está fazendo isso errado!

Fonte: http://www.atillaarruda.com.br/

 

Até Mais..

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

 

11 Segredos para ter sucesso como um Administrador de Redes.

Apresento 11 na qual podem ser entendidas qualidades para ter sucesso como um bom Administrador de Redes.

Comprometimento – Responsabilidade – Experiência – Leitura – Certificações – Ética – Traballho em Equipe –  Compreender o seu grau de importância na empresa e estar alinhado com as  necessidades e crescimento e objetivos de sua empresa -Perseverar – Gostar do que faz – Ter Humildade



1- Ter comprometimento

Muito mais do que currículos que comprovem a larga experiência profissional, as empresas têm buscado a contratação de pessoas comprometidas com seu trabalho. No caso de um Administrador de Redes não é diferente ser comprometido com suas ações e projetos é condição obrigatória, se espera de um Administrador de Redes um comprometimento maior na tratativa de problemas do que em outras funções que foram empregadas a você anteriormente .

2- Responsabilidade

Esse é um fator muito importante talvez um dos mais para o sucesso de um administrador de Redes.
Se você não for uma pessoa responsável pode ter certeza que vai patinar na profissão, responsabilidade também significa abdicar de alguns comportamentos que eram normais que agora devem ser esquecidos.
Um Administrador de redes muitas vezes acaba ficando mais tarde na empresa para acabar algum projeto, ou resolvendo algum problema crítico e até de final de semana ou de madrugada.
Você tem que entender que isso acaba sendo uma coisa normal, dependendo do ambiente e da infraestutura de TI que sua empresa possui , o que você pode fazer para diminuir isso é trabalhar duro durante a semana para diminuir essas ocorrências com comprometimento e responsabilidade para melhorar a disponibilidade do mesmo.

3- Experiência
A experiência conta muito principalmente em casos de problemas sejam eles corriqueiros e até críticos,
Fazendo uma analogia é como se fosse uma grande escada em que você sobe um degrau de cada vez.
Caso você seja colocado no topo sem preparo o tombo pode ser grande e fatal, por isso não tenha pressa suba um degrau de cada vez e aguarde a sua vez chegar. É muito importante, executar antes tarefas de 1º ou 2º nível para estar familiarizado com seus desafios e cada vez mais as necessidades dos usuários.

4- Leitura/Atualização/NetWorking
Um bom Administrador de redes tem um bom networking, envolvimento com profissionais de outras áreas , Desenvolvimento , Projetos e etc.
Além de ter networking com outros administradores de redes que trabalham em outras empresas.
Lê sempre, perde um bom tempo do seu dia-a -dia com leitura, esta cada vez mais inserido nas novas tecnologias, estudando para executar algum projeto, colhendo informações, através de foruns, blogs técnicos, é amigo pessoal e intimo do google, traz soluções para sua empresa, isso é importante e se faz processo natural para atualização técnica do profissional.

5- Certificações
Ter certificações é muito importante não só para processo de seleção de empresas sérias, mais também te traz realização pessoal pelo desafio, e te traz respeito no mercado e reconhecimento pela pró atividade em busca do reconhecimento do fabricante por tal ferramenta.

6- Ética
Ter ética sobre as ações realizadas no exercício da sua profissão.

7 – Trabalhar em Equipe
É importante saber ouvir todos os lados, usuários , service desk, consultores, verificar todos os pontos de vista, antes de sugerir soluções , importante saber reconhecer e valorizar o trabalho de um primeiro e segundo nível e trabalhar paralelamente com eles estar acompanhando as ocorrências do ambiente para ter ideia exata do que está se passando em seu ambiente.
O trabalho em equipe tem os melhores resultados.

8 – Compreender o seu grau de importância na empresa e estar alinhado com as necessidades e crescimento e objetivos de sua empresa.
Estar em conformidade e sintonia com esses sempre.

9- Perseverar
Por mais que você tenha recursos, conhecimentos técnicos sempre vão surgir problemas e grandes desafios, portanto é muito importante perseverar e não desistir , esbarrar na primeira ou nas primeiras pedras que podem acontecer ao longo do caminho antes do objetivo levará você a frustração .
Seja sempre pró- ativo.

10- Gostar do que faz
Isso é pré requisito, traz consigo motivação e satisfação profissional dia a dia .

11- Ter Humilde
Por mais bom que você seja sempre terá alguém que saberá mais do que você, tenha humildade não substime pessoas e nem situações.

Abraços

Aldo Alves
MCT | MCITP | MCTS | MCSA | MCDST | MCP |ITIL F