Arquivos do Blog

Instalando o FAN (Fully Automated Nagios) passo a passo.

Como continuação do primeiro artigo Monitorando todos os ativos de sua Rede com
menos custos e menos complicação !
hoje abordaremos a instalação de uma das distribuições open-source mais badaladas do momento o FAN (Fully Automated Nagios) passo a passo.

O FAN é uma daquelas distribuições que após implementado e configurado exibindo mapas e estatísticas de monitoramento do seu ambiente na TV de 40 e todas polegadas, e com o plugin de troca de abas conforme citado no artigo anterior, sempre é questionado pelos mais experientes em TI sobre o nome do software utilizado, pois muitos querem implementar , e o melhor de tudo é free =).

Resumo do FAN (Fully Automated Nagios)

O FAN instala e realiza as configurações iniciais dos seguintes produtos:

◦Nagios : Aplicação Core para monitoramento.
◦Nagios plug-ins : Plugins que monitoram diferentes equipamentos de diversos fabricantes.
◦Centreon : Interface Web do Nagios , bastante utilizado para monitoramento exibe SLA dos serviços é possível realizar o controle dos Hosts cadastrados e definir o que vai ser monitorado, agendamento para manutenção e relatórios.
◦NagVis : Mapeamento avançado (geograficamente e por serviços).
◦NDOUtils : Armazena dados ao banco MySQL.
◦NRPE : integração para monitorar Windows servers (the NRPE daemon is not provided).
◦NaReTo : Ferramenta de Report do Nagios.

Captura de tela 2013-05-01 às 18.52.26

A distribuição pode ser baixada no seguinte site:
http://www.fullyautomatednagios.org/wordpress/download/

Segue os requisitos para instalação e configuração:

Requerimentos do Sistema

Requisitos mínimos
•4 GB de espaço em disco livre
•1 GB of RAM.
•1 núcleo de processador

Recomendações:
•20 GB a mais requeridos para o diretório /var. Espaço em disco dimensionado para o seu banco mysql e arquivos rrd .
•2 núcleo de processador ou recurso de Hyper-thread para cada CPU virtualizada.
•2 GB of RAM.

Virtualização:
Você pode instalar o FAN no VMware ESX 3.5 ou vSphere 4.1, porém deve-se atentar ao número de objetos e serviços que estão sendo monitorados e os locais dos sites é recomendado até (1000 hosts e 5000 serviçõs por exemplo).
Acima disso deve ser considerado o uso de Hardware físico.

A distribuição que estaremos utilizando é a última versão estável até o momento 2.4-x86_64 essa versão é para ambas arquiteturas x86 e 64.

A instalação é super simples basta seguir as imagens do passo a passo.
Vamos para os trabalhos =)

Após bootar com a ISO do FAN a primeira tela que é apresentada é a seguinte.
Pressione a tecla “ENTER” para prosseguir com a instalação padrão em modo gráfico.

Captura de tela 2013-05-01 às 18.57.14

A próxima tela solicita a escolha do idioma após selecionar o idioma – OK.

Captura de tela 2013-05-01 às 18.59.34

É solicitado o tipo de Layout do teclado.

teclado

Na tela seguinte será questionado com relação ao modo de particionamento do disco.
Siga as configurações conforme imagem abaixo e prossiga.

Captura de tela 2013-05-01 às 19.02.11

Após a escolha da região e do idioma fuso horário.

Captura de tela 2013-05-01 às 19.03.16

A definição da senha de root (o pica das estrelas) =).

Captura de tela 2013-05-01 às 19.03.44

A página de parabéns para instalação

Captura de tela 2013-05-01 às 19.09.40

Será solicitado o item que você quer modificar.
Escolha “Exit”

Captura de tela 2013-05-01 às 19.11.26

Essa á a tela de Console do FAN entre com a credencial de root e a senha:

Captura de tela 2013-05-01 às 19.12.12

Você pode usar o seguinte comando para verificar o IP da interface de rede:
ifconfig

Captura de tela 2013-05-01 às 19.14.33

Após se certificar que a interface subiu e que está ok, podemos acessar pelo navegador Web a console do FAN conforme imagem abaixo:

Captura de tela 2013-05-01 às 19.13.33

Veja uma breve abordagem de uma das ferramentas do FUN o NAGVIS aonde podemos monitorar o ambiente através de mapas geográficos desenhos de rede e etc.
Configurando o NAGVIS.

Abraço

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |

Anúncios

Monitorando todos os ativos de sua Rede com menos custos e menos complicação !

Bom pessoal,
Todo sonho de um verdadeiro gerente de TI é ter seu departamento atuando cada dia de forma mais pró ativa do que passiva na Administração de seu ambiente de Infraestrutura.

NOC-fiji

Muitos Administradores de Rede ou especialistas de TI são comparados a verdadeiros bombeiros.

São tantos os problemas e demandas do ambiente que não se tem tempo para se dedicar em algo que acabe melhorando definitivamente a qualidade dos serviços prestados pela TI , não se tem tempo ou skill suficiente para implementação de projetos ou melhorias contínuas.

Na maioria dos casos sempre acaba-se fazendo remendos as chamadas , soluções de contorno ou workarounds ou até gambiarras para os mais realistas, meu objetivo não é entrar nesse ponto até por que aprendemos no ITIL e outras metodologias da ISO que as vezes acaba se tornando inviável quase impossível em certos ambientes aplicar a solução na causa raiz, seja lá por custo ou tempo ou outros motivos, e o recomendado é a implementação de controles para mitigar esses problemas a nível satisfatório.

Esse é um assunto extenso a verdade que a melhora só vem com muita dedicação, trabalho, prática e tempo e alguns investimentos.

Pois bem uma solução de Monitoramento é um destes itens ou melhor “controles” que pode ser implementado para melhora dos serviços de TI , uma TI que mapeia e monitora seus ativos é uma TI diferenciada muitas vezes é possível agir pró ativamente evitando incidentes em dias inconvenientes como por exemplo um dia típico de fechamento/faturamento de vendas.

Na verdade a TI age como prestadora de serviços e os clientes são os colaboradores, imagine coloque-se na situação de um cliente o normal é que os colaboradores acabem registrando incidentes e se você puder prevê-los e agir antes de uma parada total de forma pró ativa antes do fato acontecer? Pois bem esse é o objetivo assim a TI terá maior reconhecimento dentro da corporação saíra do seu status atual de TI totalmente passiva que está preucupado e está implementando contoles para se tornar uma TI dinâmica.

Monitoramento em geral é mais reativo, porque na maioria das vezes ele identifica uma falha e não previne a falha porém existe a possibilidade de controles específicos e scripts que tornem uma TI bem ativa este é um caminho bem longo, porém necessário ser iniciado para ser alcançar melhores resultados.

Nosso objetivo aqui é tratar de controles.

Um dos grandes empecilhos para implementação destes controles mesmo que reativos é o custo.

Vamos falar hoje do FAN – Fully Automated Nagios uma distribuição free baseada no Cent OS muito fácil de ser instalada.

Esta é uma ferramenta que pode justificar a compra daquela TV de Led ou LCD de 40 e todas polegadas =) e pode mostrar que a TI está cada vez mais se preocupando com manter a disponibilidade e contole do ambiente, você pode instalar um navegador Firefox ou Chrome e baixar um plugin para troca de abas após alguns segundos como um verdadeiro NOC.

O FAN inclui o seguinte:

Nagios : aplicação de monitoramento central;
Nagios plug-ins: Plug-ins para monitorar equipamentos diferentes;
Centreon : interface Web para o Nagios (Centreon é um dos melhores para esta finalidade!);
NagVis : mapeamento avançado (geográfica, funcional, por serviços );
NDOUtils: armazena os dados do Nagios em um banco de dados MySQL;
NRPE: torna possível monitorar os servidores Windows (o daemon NRPE não é fornecido);

A ISO pode ser baixada aqui nesse site oficial
http://www.fullyautomatednagios.org/

Vamos mostrar a instalação desse na Parte 2 deste artigo passo a passo.
Instalando o FUN (Fully Automated Nagios) passo a passo.
Abraço

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCT | VCP | MCITP | MCSA | MCTS | MCDST | MCP | ITIL F | ISO/IEC 27002 |